Lightpainting

 

No início de 2009 fui convidado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo a ministrar um workshop sobre fotografia.Tempo curto, prazo apertado, público sem perfil definido. Pensei então em algo que fosse divertido a todos, do iniciante ao profissional.

LIGHTPAINTING!

Turma bacana, boa quantidade de inscritos para um workshop de verão, engajados e abertos a proposta. Pena que foi curto, apenas quatro encontros dentro de um mês.


Separados em grupos, propus que se organizassem para criar um pequeno stop motion a partir das fotos em lightpainting.
Considerando o tempo (aproximadamente uma hora) para se definir funções, tema, dirigir e fotografar, os resultados foram excelentes!

Abaixo o vídeo de um dos grupos:

Mesmo sendo uma técnica antiga e simples, é pouco explorada profissionalmente, apesar de sua vasta aplicação: As possibilidades são infinitas e podem render resultados surpreendentes.
Imagino um fotógrafo que se especialize em lightpainting, como o

Tony Genérico em splash.
Estando em um grande centro, trabalhos não faltariam! Desde publicidade até casamento (por que não?).

Timidamente algumas agências de publicidade começam a utilizar a técnica em campanhas e apresentam trabalhos fantásticos.

Numa recente palestra em Limeira, Fernando Musa (CEO da

Ogilvy & Mather) mencionou como alguns profissionais brasileiros são megalomaníacos.
Não foi exatamente este o termo que ele usou, mas era algo assim.
Como exemplo, citou a cotação de uma produção de vídeo no Brasil pelo dobro do que fora cobrado em Los Angeles – Ainda sem contar com o profissionalismo (ao pé da letra) de lá.
Resultado: Claro, contrato fechado em LA.

Talvez por isto o lightpainting não seja tão explorado aqui, pois em detrimento da criatividade, a publicidade pensa no valor investido. “Se for barato não quero no meu portfólio”.

É uma discussão antiga que tenho com amigos publicitários. Muitos egos inflados, muitos números altos, muito delírio. Acaba que o publicitário faz publicidade para publicitários – E o target mesmo, a dona de casa que precisa do sabão em pó, não entende nada e opta pelo (maldito) diferencial de preço.

…Comecei falando do workshop de lightpainting e terminei em publicidade para publicitários!
Imagina se estivesse falando sobre Física Quântica?!?
To louco.

 

Anúncios

2 comentários em “Lightpainting

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s